segunda-feira, 19 de julho de 2010

A GUARDA QUE EDUCA



Com os Consultores Organizacionais
Roberto Cysne e Regina Célia Labadessa Galeão Coutinho

  • Certificação ISO 9001:2008  - Sistema de Gestão da Qualidade
  • Certificação ISO 14001  - Sistema de Gestão Ambiental
  • Certificação SA 8000 - Sistema de Gestão da Responsabilidade Social
  • Certificação OHSAS 18001 - Sistema de Gestão da Segurança e Saúde Ocupacional
  • Certificação Orgplural - Formação de Consultores e Auditores Internos de Sistema de Gestão (80 hs)
  • Capacitação Gerencial Plena (40 hs)

Iniciamos aqui o primeiro tema de uma série de assuntos para discussão que acreditamos ser úteis aos Guardas Municipais:
  1. Relacionamentos interpessoais
  2. Educação
  3. Meio ambiente
  4. Saúde e segurança ocupacional
  5. Qualidade
  6. Responsabilidade social

RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS  (1)





Há vida inteligente além da Internet  ! 

Uma das melhores formas de compreender os colegas é perguntar-lhes: “Como você Guarda Municipal enxerga a sua vida”? Você descobrirá que existem tantas respostas diferentes quanto existem pessoas.

Assim sendo, para cada um desses colegas os relacionamentos interpessoais envolvem antes de tudo, o conhecimento do próprio “eu” e ele, podemos afirmar, conhece pequena parte de si mesmo. Um relacionamento eficaz e eficiente nos leva a trabalhar:
  • Como ouvir
  • Como dialogar
  • Como informar
  • Como avaliar
  • Como elogiar
  • Como disciplinar
Através da divergência de percepções e idéias, as pessoas se colocam em posições antagônicas, daí surgem as situações de conflito. Os conflitos interpessoais se encontram:
  • Nas relações de indivíduo com o grupo
  • Nos indivíduos entre si
  • No grupo com o outro
  • No dirigente com o grupo
  • No indivíduo com o líder.

COMO a Guarda Municipal pode administrar isso?

Observe e analise:

Pessoas usam símbolos - As pessoas freqüentemente expressam suas “vidas” através de roupas, jóias, carros, penteados, adesivos e até mesmo tatuagens.  Esta velada metáfora de vida influencia a vida dela mais do que ela própria percebe, pois ela determina suas esperanças, valores, relacionamentos, metas e prioridades. Por exemplo: se você pensa que a vida é uma festa, seu principal valor é divertir-se. Se você vê a vida como uma corrida, valorizará a competição e provavelmente estará apressado a maior parte do tempo, se for uma maratona, certamente valorizará a resistência. Se você vê a vida como uma batalha, ou um jogo, vencer será muito importante para você. 

Pessoas imitam ídolos – Muitos de nós vivemos imitações que fazemos de pessoas que admiramos. São nossos chefes, colegas, conhecidos, familiares, etc. Como você irá se relacionar com os outros “fazendo de conta” que é outra pessoa? Não seria melhor mostrar o que você é? Já pensou na possibilidade de receber admiração por isto? 

Pessoas não possuem um modelo – Existem pessoas que pretendem gerenciar de modo correto as relações com outras pessoas, mas não conhecem um modelo simples. É sábio dizer que, ao iniciar uma conversa e dar a ela uma consistência eficaz e eficiente, você, Guarda Municipal tenha em mente a composição seguinte, como parte de seu raciocínio durante a conversa:

Com quem estou conversando? Conheço esta pessoa razoavelmente bem? Como posso conhecê-la melhor?

O que pretendo dela e ela de mim? Já definimos isto de modo claro?

Porque estamos neste diálogo? Que solução ou informação estamos procurando?

Quando ou em que dia e hora o que combinarmos deverá ocorrer? Sob a responsabilidade de quem?

Quanto em valores numéricos seria nosso alvo comum, nossa meta uma vez acertado o prazo para as decisões acontecerem?

Como pretendemos que as coisas aconteçam? Há um procedimento documentado para orientar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário