sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Palavra do Presidente


Aos Oficiais das Guardas Municipais espalhadas pelo Brasil.

Nas nossas atividades institucionais temos em nossas mãos a missão de conduzir com dignidade e honra  o órgão a que servimos. Contudo, nossa atuação não deve se limitar apenas ao que fazemos quando estamos em nosso turno de serviço. Além do que nos é comum, devemos também ultrapassar as fronteiras da nossa cidade e buscar congregar as Guardas Municipais, para que juntas elas tenham mais oportunidades de desenvolvimento. Trocar experiências, promover encontros, combater nossos vícios, absorver e incorporar virtudes, na contínua e nobre arte de polir a pedra bruta até que ela se transforme em uma jóa de valor instimável.

Convidamos todos a participar dessa jornada, que por hora se fortifica na união dos Inspetores da Guarda Civil Metropolitana.

Inspetor Marcos Bazzana Delgado
Presidente

   

Um comentário:

  1. Inspetor Marcos Bazzana. Sou GCM de São Paulo. O senhores são chefes de uma corporação sem recursos, contando com um efetivo indignado e mal pago. No entanto, a prefeitura promete pagar benefícios somente aos senhores e não cogita aumento salarial para a maioria que somos nós. Acredito que os senhores, pelo menos alguns, sejam inteligentes. Criamram uma associação de inspetores e agora este blog, no entanto, não vi quaisquer alusões aos problemas do efetivo. Os senhores acreditam mesmo que consiguirão ganhar mais do que todos os guardas, trabalhar com pistolas, viaturas maiores, ser respeitados pela prefeitura, participar de solenidades e nos controlar apenas com a corregedoria e as ameaças de transferência? Pergunto isto, por não saber qual o posicionamento dos senhores frente ao comando e principalmente ao Ortega. Nunca vi um inspetor defendendo a guarda junto à imprensa, mas já vi vários guardas! Os senhores deveriam utilizar este espaço e nos dizer a que vieram e como irão agir. Caso não estejam do nosso lado, só estarão demonstrando e confirmando o que a grande maioria fala as quatro cantos; que os inspetores são comprometidos apenas com suas sociopátias e seus umbigos. Por favor nos esclareçam do lado de quem os senhores estão, do lado de um serviço público digno a todos os servidores, ou do lado de um governo despótico que os utiliza para tentar nos calar. Aguardamos os senhores, ainda de luto. informo que não sou do sindicato, sou guarda, cansado de ver na GCM homens brincando de ser militares.

    ResponderExcluir